Hoje o dia está menos brilhante do que era. Acordei me sentindo mais só, com um vazio no peito, de alguém que era presente e virou passado. Minha mente ainda tentando entender o que houve de errado e tentar esquecer, pelo menos por um tempo, tantas memórias gostosas que tinha vontade de puxar de volta. Apagar os sonhos por mim imaginados de uma vida juntos, ideia essa que provavelmente nem chegou a semear a mente dele. Mas não o culpo. Sentimento é espontâneo, não tem como culpar alguém por não estar apaixonado por você. O pior é isso. Não tem como culpar ninguém, nem eu mesma, nem ele, nem o mundo. Essa dor é só minha e não tem culpados. Simplesmente não era para ser o que você queria tanto que fosse. Fato é que a cor que ele adicionava na minha vida, com seu pincel de purpurina, desapareceu. E eu vou ter que lidar com a paisagem mais desbotada até conseguir eu mesma colori-la novamente.

B.B.

Anúncios

Uma resposta »

  1. Lau disse:

    Bruninha,

    As cores que damos ao nosso mundo devem independer do pincel – seja ele purpurinado ou nao – das pessoas que passam pela nossas vidas. Sei que na prática isso é difícil. Mas o fato é que o mundo tem a cor que o pintamos. Nada como um dia após o outro. Vamos em frente! Estou com você!
    Bjocas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s